Terça, 25 de Junho de 2024
Cidades Festival de Arte

Festival de Arte da Malhadinha "Invasão Coreográfica" será realizado neste dia 17 de novembro com atrações culturais e musicais

O Festival de Arte da Malhadinha "Invasão Coreográfica

16/11/2023 às 10h46
Por: Ananias Araújo
Compartilhe:
Festival de Arte da Malhadinha

Nesta sexta-feira 17 de novembro de 2023, as 18h, na Malhadinha, Cabeceiras do Piauí – Pi, acontecerá o Festival de Arte da Malhadinha "Invasão Coreográfica""Invasão Coreográfica", você está convidado a vivenciar a experiência que será o Festival de Arte da Malhadinha "Invasão Coreográfica".

O Festival de Arte da Malhadinha "Invasão Coreográfica" é um desejo circundante da Obra Eu quero é dançar da forma que me der "EQEDDFQMD" continuar e sempre recomeçar. Reprogramar-se. Acrescer camadas. Aproximar "gentes" no terreiro sagrado que é a Malhadinha.

Invadir poeticamente e povoar esse lugar com dança, dança e dança.

Estabelecer uma relação de aproximação poética, promovendo a integração entre artistas, público e a Localidade Malhadinha. Permanência é a palavra-chave dessa obra.

O Festival representa o desejo de acrescentar camadas  poéticas à Obra Eu quero é dançar da forma que me der "EQEDDFQMD" e com o que ela tem de mais potente e grandioso: a relação entre artistas e as pessoas.

O Festival  promove a integração e intercâmbio entre Artistas, ampliando as possibilidades de criação de contextos e geração de múltiplos sentidos, na busca incessante de promover conexões e compartilhar com o público as criações em dança desenvolvidas no Piauí, tendo a Localidade Malhadinha como lugar/ambiente/espaço para essa possibilidade.

No interior, dentro do mato, na varanda e no terreiro da casa antiga.

Esse será o instante da arte, o aproveitamento da oportunidade, o momento favorável para a criação do objeto precioso que é a dança e a extensão dos seus pormenores.

Paulim Beltrão Marathaoã

Enquanto Artista, investiga práticas artísticas e improvisação em dança, abordando questões relacionadas ao corpo, formação, criação, ancestralidade, imagens, memória e arquivo. Pensa a dança como um fenômeno inevitável e irrevogável, constituinte da experiência humana e em todas as suas dimensões de possibilidades e desmantelos, entendendo o corpo como a maior fonte de criação de sentidos.

Atualmente é Professor efetivo da Escola Estadual de Dança Lenir Argento, onde atua como propositor e professor do Projeto "Eu quero é dançar…", atendendo às mulheres moradoras da zona rural de Cabeceiras do Piauí - Pi, num processo de descentralização das ações da referida instituição de ensino.

Desenvolve a obra Eu quero é dançar da forma que me der "EQEDDFQMD" e o Procedimento Invasão Coreográfica, na Localidade Malhadinha, município de Cabeceiras do Piauí, PI.

Artistas e Grupos Convidados/as/es:

. Balé da Cidade de Teresina

. Balé Jovem do Piauí

. Boys do Piseiro

. Júlia Fernandes

. Kassyo Leal

. MeryBanda

. Redemoinho de dança

Patrocínio:

. @armazempb (Armazém Paraíba)

. Sistema de incentivo estadual à cultura (SIEC - 2023)

. @cultura.pi (Secretaria de Estado da Cultura - Secult Pi)

. @governodopiaui (Governo do Estado do Piauí)

Parceria:

. @dancalenir (Escola Estadual de Dança Lenir Argento)

. @redemoinhodedanca (Redemoinho de dança)

Arte gráfica:

. @graficadointerior (Gráfica do Interior) e Acelmar Yagami

Realização:

Eu quero é dançar da forma que me der "EQEDDFQMD" e @paulimbeltraomarathaoan

(Paulim Beltrão Marathaoã)

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias